Intensivão


Já que estou há um tempo sem falar de filmes por aqui, resolvi fazer um resumão falando sobre os que andei vendo recentemente. E, olha que legal, nenhuma decepção!

A proposta
O filme marca a volta de Sandra Bullock às comédias românticas. Gosto muito dela, desde a época de Enquanto você dormia e Velocidade máxima, ela cai bem no papel de mocinha atrapalhada. E sinto falta de uma atriz como ela em Hollywood atualmente. Acho que só Drew Barrymore (que também já não é tão novinha assim) consegue divertir como ela. Tá na hora de uma renovação. A crítica do filme, você lê aqui.



A era do gelo 3
Esqueça a história fraquinha (e forçada) e divirta-se com Sid e Scrat. Sim, eles são os personagens mais engraçados da franquia. Neste longa, a preguiça cisma que é mãe de três dinossaurinhos (fofos!) e leva a turma toda para correr perigo. Já o esquilo fica dividido entre a sua noz e uma namorada... Ó dúvida cruel! É uma pena que o roteiro tenha deixado a desejar e alguns dos personagens principais tenham ficado meio chatinhos.

Simonal - Ninguém sabe o duro que dei
Esse eu estava a fim de ver há tempos! Finalmente arrumei um tempinho e não me arrependi. O filme é alegre, pra cima, tem bons depoimentos, ótimas imagens de arquivo do artista (que dão vontade de conhecer mais a carreira dele) e um cuidado visual impecável. É um daqueles típicos filmes de festival. Talvez, se eu tivesse deixado pra ver em DVD, eu acabasse não assistindo...



Ele não está tão a fim de você
Mulherzinha até dizer chega, é incrível que tenha sido dirigido por um homem. Sim, meninas, o filme faz piada com tudo aquilo que nós fazemos de errado. Chega a ser ridículo como nós conseguimos ver na tela que tudo é tão óbvio, mas na hora H... O elenco é ótimo e o ritmo em que as historinhas são contadas é bem ágil. O final que eu mais gostei foi da personagem da Jennifer Connely. Não vou contar, óbvio, mas prestem atenção na cena em que ela descarrega a tensão e, logo em seguida, volta à realidade. Ótima.

Vicky Cristina Barcelona
Eu fiquei apaixonada pela cidade ao assistir a esse filme. Já tinham me falado maravilhas de Barcelona, mas o filme é tão bonito, tem um clima tão ensolarado, que não tem como você não querer pegar um avião já pra Espanha. E, eu confesso, até achei o Javier Bardem bonito. Tá, bonito não, charmoso. A história não é convencional - duas turistas americanos se envolvem com um pintor espanhol, que tem uma ex-mulher maluca na sua vida -, mas os personagens são tão envolventes que você acaba entrando na onda.

A mulher invisível
Melhor do que eu esperava, não sei se por causa do Selton Mello (ótimo como sempre), ou por causa do roteiro, que desenvolveu bem uma história que me parecia limitada. Mas as situações em que o protagonista passa com sua namorada imaginária são hilárias, especialmente quando a gente vê que ela é realmente coisa da cabeça dele. Luana Piovani e os coadjuvantes também estão muito bem (Vladimir Brichta, Maria Manoella e a divertidíssima Fernanda Torres).
Giselle de Almeida

4 comentários:

Mariana Poppins Silva disse...

Êêêê, ganhei um selo!! Vou atualizar meu blog essa semana e postarei ele. Brigadão pela escolha! Aliás, brigadão duplo, o MC.com entrou na lista também. Postaremos lá também. \o/

Eu to louca pra ver o "Ele não está tão a fim de você". Eu tenho só o livro, que é ótimo, por sinal. Também gostei do A mulher invisível, a parte do cinema é a melhor! Hehe

Beijoo

Fabiane Bastos disse...

Agenda cinematografica lotada, hein! Tenho que atualizar a minha, vou usar suas dicas p/ isso!

disse...

Adorei a sua visita! E o francês? Como anda?
Beijos

Karol disse...

Gi!!! Adorei o seu blog tb! Já está nos favoritos do voceselembra!
Beijão